Tudo Sobre Piolhos de Cabelos - Definição, Tipos, Tratamento, Curiosidades, Mitos e Lendas.

Imagem de olivierlevoux por Pixabay (com modificação)


     Olá, caro leitor! Tudo bem?

     Pegar piolho é o terror de muita gente: só de imaginar aqueles bichinhos nojentos e esquisitos correndo pelo nosso couro cabeludo e cabelos, já dá uma aflição (e você começa a sentir aquelas coceiras psicológicas). Pior é o tratamento para a solucionar esse problema: demorado... E para piorar a situação, eles sugam o nosso sangue o que pode resultar em prejuízos para a nossa saúde.

     No artigo de hoje, vou falar sobre o piolho de cabelo humano e contar algumas curiosidades boas e ruins sobre eles.

     Vamos lá?

Quem São os Piolhos?

     Piolho são ectoparasitas conhecidos pelo nome científico "Phthiraptera" (do grego phthirus, que quer dizer "achatado"; a que quer dizer "sem" e ptera, "asas"). Também encontrados em aves e em outros mamíferos, esses insetos bem pequenininhos são seres sugadores de sangue que vivem e se reproduzem nos couros cabeludos. Possuem uma cor que varia do bege claro para o cinza escuro, mas podem ficar mais escuros dependendo da cor de cabelo da vítima. Não possuem asas e têm um corpo achatado, pernas fortes e garras que servem para prender nos pelos, cabelos ou penas.


O Piolho é uma Doença?

     Ter piolhos nos cabelos é considerada uma doença chamada "Pediculose", que vem da palavra Pediculus que quer dizer piolho. O piolho humano é chamado de "Pediculus humanus" e existem três tipos de infestação: a chamada "Pediculus humanus capitis", que são os piolhos que ficam nos cabelos; o "Pediculus humanus humanus" ("muquirana"), que são os piolhos que ficam no corpo e o "Phthirus pubis" (“chato”), que são os piolhos que se infestam nos pelos pubianos e causam uma outra doença dermatológica chamada pitiríase.


Imagem de Bessi por Pixabay


Como Saber Se Temos Piolho?

     A forma mais comum de confirmar se uma pessoa tem piolhos é quando há a presença de lêndeas, que são os ovinhos dos piolhos que ficam grudados no cabelo da vítima. As lêndeas podem ser encontradas facilmente nas partes mais quentes do couro cabeludo como na nuca ou atrás das orelhas (que podem causar o aparecimento de ínguas, pequenos caroços que aparecem embaixo da pele). Isso ocorre porque, para que haja a eclosão dos ovinhos dos piolhos, é necessários locais mais quentes para ajudar a conservar os ovos. Também pode se confirmar a presença de piolhos quando estes são encontrados nos meios dos cabelos da vítima. Fora também a sensação intensa de coceiras no couro cabeludo que provoca ferimentos dolorosos e a sensação de que "algo está andando" em nossa cabeça.


Como Pegar Piolho?

     Para que uma pessoa consiga pegar piolho, é necessário o contato de cabelo com cabelo. Também é possível pegar piolho usando algum acessório da pessoas portadora de piolho como escovas de cabelo, toucas, chapéus ou roupas. Já o piolho pubiano pode ser contraído através de ato sexual.


Imagem de Galina Bogdanovskaya por Pixabay


Tratamento e Prevenção

   Existem vários tipos de tratamentos contra os piolhos, mas o mais comum deles é o que se usa shampoo para matar esses bichos. Porém, o mais recomendável, são os pentes finos que retiram tanto os piolhos adultos quantos seus ovos rapidamente: basta pentear os cabelos delicadamente com o pente e mergulhá-lo em uma solução de vinagre com água. Um ótimo tipo de pente é o de ferro que pode ser encontrado facilmente nas farmácias e drogarias.

     Também é altamente recomendável lavar as roupas da pessoa portadora de pediculose com água bem quente para exterminar os parasitas.

     Para casos mais graves, um outro tipo de tratamento é tomando remédios. Esses remédios são venenos para os piolhos e só podem ser comprados com receita médicas, pois são muito fortes e podem causar malefícios a saúde se comprados "a olho".

     Quanto a prevenção, basicamente o único método é ficar afastado de pessoas que tem piolho. Evite o contato principalmente de cabelo com cabelo. Prender os cabelos (principalmente meninas ou outras pessoas que possuem cabelos compridos) é uma velha forma de prevenção que pode dar certo!  Porém, nunca deixe de usar um pente fino ao pentear seus cabelos ou pedir ajuda a outras pessoas para examinar seus cabelos para verificar se não há nenhum indício de pediculose. Outra coisa que vale destacar é que os familiares, amigos mais próximos, empresas ou escola onde a pessoa portadora desse mal frequenta deve saber sobre o ocorrido para que as demais pessoas ao redor possam se prevenir, pois pegar piolho é uma das coisas mais fáceis do que se pode imaginar.


Mitos e Lendas

     Há vários mitos e lendas que rondam sobre os piolhos e até nos dias de hoje muita gente acredita nessas historinhas. Mas, graças aos avanços tecnológicos, hoje em dia existe a internet e por ela podemos tirar bastante explicações do que de fato ocorre entre os seres humanos e os piolhos. Fora que existem os especialistas no assunto como os dermatologistas que estão aí para sanar todas as nossas dúvidas.

     Vamos aos mitos:

     Somente pessoas pobres pegam piolho: mito. Não existe nenhuma comprovação científica que pessoas de baixa renda financeiras são as mais volúveis para pegar piolho. E outra bem óbvia é que os parasitas não vão escolher suas vítimas pela quantidade de dinheiro em suas carteiras.

     Só tem piolho aquele que tem falta de higiene: errado. Piolhos são parasitas que adoram um cabelo limpinho e mesmo que a pessoa lave seus cabelos todos os dias ainda estará em risco de pegar piolho.

     Somente meninas pegam piolho: meia verdade. Na verdade, as pessoas que tem mais tendência a pegar piolhos são as que usam cabelos longos e, em sua maioria, são meninas e mulheres que usam esse tipo de cabelo. Resumidamente, para pegar piolho, basta ter cabelos e isso pode ocorrer com qualquer pessoa de qualquer idade e sexo.

     Somente crianças pegam piolho: mito! Esse é um dos clássicos: muita gente pensa que só criança pega piolho. Ou seja, "chegou na idade adulta, adeus piolhos!" - Infelizmente não é assim: como dito no parágrafo anterior, qualquer pessoa pode pegar piolho em qualquer idade, basta ter cabelo e contato com aquele que tem piolho.

     Piolhos vêm de fungos da cama: mito. Talvez você nunca tenha ouvido essa, mas existem pessoas que creem que piolho surge de bactérias, fungos etc e vai no cabelo da pessoa. Não! Piolhos são parasitas que vive no cabelo e pelos de mamíferos e aves e o seu contagio será sempre através de cabelos com cabelo ou usando algum acessório pessoal do portador do parasita. Eles não vêm "do nada"!

     A pessoa que come açúcar tem mais tendência a pegar piolho: mito. Não existe nenhuma comprovação científica de que aquele que se alimenta com muito açúcar atrai piolhos. A única coisa que atrai um piolho são pelos e cabelos.

     Hoje em dia, os piolhos tiveram uma alteração: agora eles podem voar e pular. Mito. Não há comprovação científica de que atualmente piolhos podem voar ou pular. Mesmo porque piolhos, como explicado anteriormente nesse texto, são insetos sem asa, então não há possibilidade de voar. E pode ser que muita gente confunda piolhos com pulgas (as pulgas pulam) que são outros bichos, porém, bem similares aos piolhos. Mas, piolhos não pulam: apenas atravessam de cabelo para cabelo.

     Deve-se usar inseticidas no cabelo para matar piolhos: mito. Antigamente, era comum, pelo menos aqui no Brasil, muitas pessoas aderiram a inseticidas como as latinhas de Neocid, mas isso não é recomendado fazer. Inseticidas podem ser prejudicais a saúde da pessoa portadora de pediculose e pode causar consequências terríveis. Por isso, prefira usar shampoos indicados para matar piolhos ou os bons e velhos pente fino de ferro para acabar com todo o problema sem riscos a saúde.

     É bom colocar vinagre nos cabelos para matar piolhos: mito. Vinagre, além de ser um produto forte e mal cheiroso, ainda pode não resolver o problema direito e trazer resultados ruins. Como os piolhos fazem a pessoa portadora coçar o cabelos incontrolavelmente, jogar vinagre irá arder pois o couro cabeludo pode estar todo arranhado de tanta coceira. Fora que deixa um cheiro ruim e intragável e isso não é nada bom.

     A caspa come piolho: mito. Não há nenhuma comprovação científica que diz que quem tem caspa é livre de piolho. Algumas pessoas que têm caspa já tiveram piolhos.

Photo by Element5 Digital on Unsplash


     Bom, pessoal, espero ter tirado todas as suas dúvidas sobre o "mundo dos piolhos". E  não se esqueça: sempre consulte um especialista no assunto para que você tome as providências corretas sem afetar sua saúde.



A pesquisa desse artigo foi feita nos sites SBD (Sociedade Brasileira de Dermatologia), Catraca Livre, InfoEscola e Wikipédia.


     Gostou do texto? Então compartilhe em suas redes sociais, para que seus amigos também conheçam essas dicas!

Até mais!

Você também vai gostar de ler também...

0 comments.

Comentários com SPAM, ofensas ou incompreensíveis serão deletados sem aviso prévio.
Os comentários não refletem na opinião do autor.